Petróleo fecha em alta, em dia de volatilidade nos negócios

Petróleo fecha em alta, em dia de volatilidade nos negócios

 

Após muito chegar a cair mais de 2% pela manhã e oscilar entre altas e baixas durante toda a sessão, o petróleo fechou em alta nesta quinta-feira, 3, confirmando a previsão de acentuada volatilidade nas operações.

Na New York Mercantile Exchange (Nymex), o contrato do WTI para fevereiro subiu 1,18%, a US$ 47,09 por barril, enquanto o Brent para março teve elevação de 1,89%, a US$ 55,95 por barril na Intercontinental Exchange (ICE).

Informações de que a produção da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) teria registrado em dezembro o maior recuo em dois anos, puxado pela Arábia Saudita, alimentaram expectativas de cumprimento do acordo de corte anunciado no fim do ano passado. “Nos próximos meses, vemos [os cortes de produção] e a redução na oferta do Irã e da Venezuela dando suporte a preços mais altos do petróleo, em meio à uma demanda saudável pelo petróleo”, comentaram analistas da UBS Wealth Management.

Mas com as incertezas diante da guerra comercial entre EUA e China e os sinais de desaceleração da economia global, a volatilidade promete continuar se fazendo presente nos próximos pregões. A notícia de que a Apple revisou para baixo sua projeção de vendas, citando fraca demanda chinesa, reforçou os temores de desaceleração acentuada da economia global. A informação se soma à surpresa de quarta-feira com o dado de atividade industrial na China divulgado pelo IHS Markit e pela Caixin Media, que apontou contração em dezembro.

Nesta noite, o American Petroleum Institute (API) divulga seu relatório semanal de estoques nos EUA e, amanhã, é a vez do Departamento de Energia (DoE, na sigla em inglês) apresentar seus números para a commodity.

Levantamento feito pelo Federal reserve de Dallas junto a empresas de petróleo e gás mostra que a atividade do setor de energia desacelerou fortemente no quarto trimestre de 2018, com o indicador recuando de 43,3 no terceiro trimestre para 2,3 nos últimos três meses de 2018. A leitura próxima a zero indica que a atividade ficou praticamente estável no período, interrompendo uma sequência de dez trimestres de tendência de aumento na atividade do setor.

Na quarta, Trump afirmou que o motivo pelo qual o preço da gasolina nos EUA “está baixo é porque eu liguei para algumas das pessoas da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) e disse ‘não faça isso’”. Durante reunião de gabinete na Casa Branca, o presidente americano comentou ainda que “eu fiz algumas ligações e falei: é melhor vocês deixarem a gasolina e o petróleo fluírem. E eles fizeram. Como eu disse nas redes sociais ontem, você acha que isso é sorte?”

10 de janeiro de 2019
Voltar para Blog