Logística 4.0 – Canal de Distribuição

Logística 4.0 – Canal de Distribuição

 

A Cadeia de Suprimentos tradicional tem o objetivo de transformar matérias-primas em bens. Com a chegada da indústria 4.0 e a internet das coisas, trouxeram junto a Logística 4.0.

A confiabilidade nas informações e a visibilidade da Cadeia de Suprimentos sempre foram o “calcanhar de Aquiles” de qualquer empresa. Hoje com a globalização e a alta competitividade, quanto mais confiáveis e mais visíveis as informações da Cadeia de Suprimentos mais rentável será a empresa, visto que esta visibilidade fará com que decisões de compras, de estoques, de produção sejam mais assertivas garantindo o desembolso do fluxo de caixa no momento certo.

Quanto mais informações coletadas dentro da sua Cadeia de Suprimentos, mais os gestores saberão o que está acontecendo nela, ou seja, os processos da sua empresa, de seus fornecedores e clientes.

Há uma tendência dos grandes fabricantes que antes não gostavam de falar com os pequenos mercados varejistas, mas isto vem mudando radicalmente com o e-commerce.

Nos Canais de Distribuição tradicional há até 3 intermediários no processo até a chegada no consumidor final. Com a falta de visibilidade onde estão os produtos nesta cadeia com o alto custo de interferência, a competitividade com outros fabricantes menores e que já falam diretamente com a ponta varejista, acabam por perdendo o “time” do início de compras ou mantém estoques altos de matérias-primas ou se produz antes e também mantém em estoque, ficando o custo de inventário inviável nas operações.

Canal de Distribuição:

Fabricante ⇒ Representante ⇒ Atacadista ⇒ Varejista ⇒ Consumidor

Com isto os grandes fabricantes estão cortando os intermediários e começando a comercializar diretamente com os pequenos e médios do varejo. Com este encurtamento das vendas, há redução no tempo de trânsito dos produtos, uma menor movimentação dos materiais reduzindo avarias, extravios e perdas.

O importante neste processo é que a visibilidade da Cadeia de Suprimentos começa a ficar mais enxuta e conectar todos nesta base de dados de forma integrada, gerando uma análise mais robusta e integrada das informações que trarão benefícios para todos os envolvidos nos processos: Fornecedores, Clientes e Parceiros. Tudo isto poderá gerar decisões importantes visando a satisfação de stakeholders, gerando reduções de custos e mais lucro, como novas oportunidades de mercado.

Fonte: http://www.administradores.com.br/artigos/negocios/logistica-4-0

5 de abril de 2019
Voltar para Blog